Guia de viagem: Machu Picchu

Você está em: Inicio > Guia de viagem: Machu Picchu

machu picchu

Viajar para qualquer lugar é sempre muito bom, ainda mais quando você vai preparado para encarar as adversidades(clima, altitude, fuso horário). 

A médica Júlia Brandão Pinto, de 34 anos, viajou para Machu Picchu e contou um pouco sobre os equipamentos que ela escolheu e como foi a sua preparação para a viagem. 

Lembrando que para chegar na cidade perdida dos Incas é necessário que o mochileiro suba um caminho considerável de escadas que estão em um terreno irregular, então é necessário um calçado ideal para que o desconforto não tome conta do seus pés. 

Outro ponto que vale ressaltar é o clima local, que mesmo fazendo sol, venta bastante, então há a necessidade de se preparar para sensações térmicas mais baixas. 

Pensando nisso, Júlia montou a seguinte checklist:

  • Corta vento
  • Blusa térmica
  • Luva
  • Touca
  • Bota adequada para trekking
  • Meia
  • Bastão de caminhada
  • Calça térmica
  • Claça trekking
  • Garrafa camelbak
  • Protetor solar

 

Lembrando que subir escadas exige muito do corpo, então Júlia optou por levar um bastão de caminhada. 

Alguns mochileiros optam por levar dois, isso vai da vivência e preferência da pessoa, mas lembre-se de sempre deixar o braço em um ângulo de noventa graus. 

Júlia optou por levar protetor solar, o que é super importante para qualquer viagem que deixará seu corpo exposto aos raios UV. Uma outra opção para substituir o creme é a camisa com proteção UV. 

A hidratação também é muito importante, ela optou por levar a garrafinha, mas existe a opção de levar um reservatório de água dentro da mochila mais a garrafinha, para que seu estoque de água fique ainda maior. 

A quantidade necessária de água é bem relativo, variando de pessoa para pessoa e, de viagem para viagem. 

Focando na preparação, Júlia contou como foi esse processo, desde atividades físicas até alimentação:

Me preparei bastante para as caminhadas longas. Faço corrida há 9 meses, fisicamente bem preparada. Em relação a alimentação, já vinha com uma dieta balanceada e lá(Peru) procurei não comer coisas que talvez poderiam me impossibilitar dos passeios e nem bebida alcoólica. 

 

Júlia também pensou na alimentação durante o percurso que leva até a cidade perdida dos Incas:

Levei alimentos energéticos de fácil consumo como paçoca, amendoim e chocolate. 

 

E para finalizar a viagem, Júlia conta como a mudança de temperatura e altitude deixou ela bem desgastada no final:

Mesmo assim(com toda a preparação), no final da viagem tive muita dor de garganta e febre de 38/39°c. Acredito que a variação de altitude e de temperatura(de dia muito quente e à noite muito frio) influenciaram para que eu ficasse enferma no final da viagem. 

 

Júlia contou mais detalhes sobre as cidades que ficou e sobre a visita à Machu Picchu lá no Saia da Zona, corre para conferir! 

Você tem vontade ou já foi para Machu Picchu? Qual foi a sua checklist? Compartilhe conosco, pois a troca de experiência ajuda todo mochileiro a sempre melhorar. 


Deixe o seu comentário:

O seu endereço de email não será publicado.








Por favor aguarde...