Ciclo Sul: Desafio cumprido pelo atleta Breno Bizinoto

Breno Bizinoto

O atleta Breno Bizinoto, 27 anos, saiu de Belo Horizonte em 14 de Setembro de 2017 para percorrer a América do Sul de bicicleta.

 

Na data da sua partida aproximadamente 100 ciclistas locais o acompanharam nos primeiros quilômetros. Depois da Lagoa dos Ingleses ele seguiu sozinho para cumprir este ultra desafio (Ciclo Sul).

Na bagagem, além das ferramentas para manutenção da bike, Breno carregou uma barraca, saco de dormir, câmera fotográfica, telefone celular, um drone e um GPS de última geração.

 

Depois de 12 meses ele retorna com um acumulado de 17 mil quilômetros percorridos passando por seis países, incluindo-se o Brasil (Uruguai, Argentina, Chile, Bolívia e Peru), tendo disputado quatro ultramaratonas internacionais e conquistando colocações expressivas em algumas delas.
 

No próximo domingo, 02 de setembro, às 8 horas, partindo da Praça principal de Casa Branca (Brumadinho) muitos ciclistas e amigos estarão lá para recebê-lo, inclusive o acompanharão na chegada a Belo Horizonte.

 

Um evento está programado para recepcioná-lo em Belo Horizonte.

 

LOCAL: ACADEMIA POWER CICLE

ENDEREÇO: AVENIDA GUAICUÍ 510 – BAIRRO LUXEMBURGO / BH

HORÁRIO: 11 HORAS

 

Entre uma pedalada e outra no trajeto de volta, por telefone, Breno falou sobre esta experiência.

 

Como surgiu este projeto de viajar por um ano pela America do Sul?

Eu já tinha uma experiência de 10 anos como ciclista competidor de longa distância. Eu li um livro sobre uma história muito inspiradora de um cicloviajante (Argus) que deu a volta ao mundo. Ele era arquiteto assim como eu, tinha a mesma idade e também morava na mesma cidade.

 

Com a experiência adquirida nesta viagem você se sente uma pessoa diferente?

Não me sinto uma pessoa diferente, mas uma pessoa que se conheceu profundamente. Aprender tantas coisas novas não me mudou, mas sim reafirmou quem eu sou.
Viajar é um experimento novo para mim, mas competir é algo que já tenho 11 anos de carreira. Queria criar essa cozinha nova: uma cicloviagem cheia de objetivos, prazos, desafios e quebra de limites, assim como nas competições.

 

Você acredita que poderá contribuir para a modalidade (Ciclismo – MTB) e para a comunidade de Belo Horizonte através do seu olhar de arquiteto especialista em mobilidade urbana?

Espero que a mobilidade urbana cresça não somente baseada no ciclismo e no radicalismo de quem usa a bicicleta, isso seria um erro. A minha ideia é ajudar as cidades e as pessoas a buscarem exemplos que deram certo com base no bom senso e bom convívio entre os diferentes meios de transporte.
Para o esporte eu penso em ser radical e dividir tudo que eu me especializei até hoje, que é levar o limite dos desafios a um ponto que as pessoas jamais imaginaram que poderiam chegar lá. Mas elas podem sim!

 

O que te chamou mais a atenção nos países, nas cidades, nas culturas e nos povos que você teve a oportunidade de conviver nesta viagem?

A cultura, comida, língua e música seguem um padrão de variação que é muito curioso, é possível inferir o porquê daquela herança estar ali naquele lugar depois de um tempo convivendo com eles. O choque cultural é algo incrível para se conhecer e muito difícil para se adaptar. 

 

Você participou de alguns desafios planejados, como algumas ultramaratonas. Certamente outros desafios não planejados apareceram no seu caminho. Conte pra gente como foi isso...

O legal de um projeto tão longo e grande é que você já sai sabendo que por mais detalhado que o projeto esteja, ele será alterado. 
O exemplo mais legal foi dos organizadores do evento Inca Divide (1.800 Km – Peru), pois começaram a seguir minha viagem em janeiro de 2018. Em julho eles viram que eu estava próximo ao local da largada e me convidaram para a corrida quando faltavam somente 20 dias para a largada. Eu vi que aquele seria o maior desafio da minha vida, então alterei todos os planos pra ir lá.

As provas que participei foram:

Iron Biker 2017 – Brasil
Desafio Paso Del Cordoba – Argentina
Transandes – Chile
Inca Divide – Peru
Iron Biker 2018 – Brasil (a participar como fechamento da viagem - Ciclo Sul)

Todas as provas são de longa distância, chegando a etapas de quase 400 Km em um único dia.

 

Algum agradecimento especial?

Todos os meus amigos que passaram um ano me acompanhando e me dando forças. Tantos seguidores e pessoas que eu não conhecia que me convidaram para hospedar em suas casas e dividiram comigo a história deles. Minha família que foi quem mais sofreu no início de tudo e que hoje é quem mais vibra com a conclusão e sucesso do projeto.

 

Como você espera ser recepcionado em Belo Horizonte?

Espero que as pessoas me apoiem na chegada da mesma forma que apoiaram a minha saída. Foram mais de 100 ciclistas pedalando comigo na saída de Belo Horizonte.

 

Quais os seus planos para os próximos anos?

Quero escrever um livro e criar novos projetos, mais curtos, que envolvam as pessoas interessadas e lhes deem a oportunidade de conhecer o mundo na velocidade da bicicleta.
Continuar com os vídeos e organizar eventos para que outras pessoas experimentem tudo isso.
Não pretendo fazer outra viagem neste formato.

 

Redes sociais oficiais:

Facebook (Breno Bizinoto): / https://www.facebook.com/breno.bizinoto

Facebook (Breno Bizinoto - Ciclo Sul): https://www.facebook.com/brenobizinotociclosul/

Instagram (Breno Bizinoto): https://www.instagram.com/brenobizinoto/

YouTube (Breno Bizinoto – Ciclo Sul): https://www.youtube.com/channel/UCFk3mhuS9a66_zictLzWdPg

Fotos oficiais (Breno Bizinoto): https://wetransfer.com/downloads/c033a2bd087331f28d2f2b30188975d120180828161038/b548bcadc1bcb8e2caa2e9800f5f8bf420180828161038/0db21f


Patrocinadores:

Scott Sports: www.scott.sports.com.br

Spot: www.brfindmespot.com

CicloGiro: www.ciclogiro.com.br


Contatos:

Breno Bizinoto - (31) 991661774

Romulo Moreira - Agência ACE Esportes e Eventos - (31) 3335 4623 / 999797996

André Maakaroun - Agência ACE Esportes e Eventos - (31) 3335 4623 / 9 96181403

 

 

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Por favor aguarde...