Capacetes Com CA Para Trabalho Em Altura

Trabalho em altura

A Norma Reguladora número 35 (NR-35), estabelece requisitos mínimos e medidas de proteção para o trabalho em altura. A norma é firme nessas condições, de forma a promover a saúde e bem estar do trabalhador. Para que a NR-35 seja bem empregada, é de extrema importância atenção total às condições de ambiente de trabalho e qualidade dos equipamentos utilizados. Vamos falar hoje sobre um dos principais equipamentos do trabalhador em altura, o capacete com CA.

Para a NR-35, trabalho em altura é toda atividade executada acima de 2 metros do piso, onde exista o risco de queda, que pode ter consequências graves. Os acidentes em altura provocados por queda estão relacionados principalmente à falta de proteção, procedimentos incorretos e a falta de capacitação dos trabalhadores. Levar em conta o uso correto dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI’ s) e as normas de segurança é essencial para que trabalhos de alta periculosidade e trabalhos em altura tenham seus riscos minimizados.

Dentre os equipamentos de proteção, podemos citar os capacetes com CA, óculos e botas com CA. É obrigação do empregador fornecer ao empregado os equipamentos em perfeitas condições e zelar por um ambiente seguro para a realização de seu trabalho, sem que isso gere ônus ao colaborador. O empregado, por sua vez, deve cuidar dos equipamentos, por fazer uso de forma correta e somente dentro do ambiente profissional. Isso é definido por lei.

Outro fator importante a se destacar é a capacitação dos profissionais. Com profissionais capacitados, a tendência é a diminuição de acidentes em altura. No entanto, para que a capacitação seja eficaz, ela deve ser feita de forma correta, apresentando aos profissionais exercícios reais de situações de risco. Para o MTE, a instituição ou empresa somente será regular se o colaborador se submeter a um curso básico de no mínimo 8 horas.

Os riscos no trabalho em altura são muitos e podem ser fatais. Contudo, se empregador e colaborador se empenharem em seguir os procedimentos de segurança dando devida atenção à qualidade dos equipamentos, condições de trabalho e ao clima, os riscos serão minimizados.

 

Entenda a Norma Para Capacetes

A Norma Reguladora número 35 determina que o capacete deve possuir o CA (Certificado de Aprovação) do EPI. O Certificado de Aprovação é a garantia dada pelo Ministério do Trabalho de que o equipamento é considerado de qualidade e portanto está apto para uso. Além disso, o capacete com CA deve ter jugular - peça regulável com dois ganchos nas pontas que se encaixam ao capacete para melhor encaixe à cabeça do trabalhador, evitando que o capacete caia. Além disso, este equipamento não pode possuir componentes metálicos.  

O capacete com CA tem o objetivo de proteger a cabeça do trabalhador contra eventualidades no local de trabalho, seja de natureza climática ou material como queda de objetos pesados ou pontiagudos sobre a cabeça do colaborador ou mesmo proteção contra choque elétricos. O uso do capacete com CA aumenta a integridade da saúde do trabalhador e o empregador fica resgardado, pois está de acordo com as normas legais vigentes.

A região da cabeça deve ser bem preservada, pois impactos podem causar traumatismos prejudicando o bem estar e até mesmo colocando a vida do trabalhador em risco. Nenhuma pessoa pode entrar em área de risco ou realizar trabalhos em altura sem estar usando corretamente o capacete.

 


Comentários

Uedson F. Soares
08/09/2017 11:08:25
muito boa a informação, gostaria de ter mais informações sobre Trabalhos em Altura.


Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Por favor aguarde...