Caminho de Santiago - Dicas e Curiosidades

Santiago

O Caminho de Santiago da Compostela é cercado de histórias e tradições centenárias que os europeus compartilham com todos os peregrinos do mundo. Existem algumas curiosidades e fatos interessantes que você precisa saber sobre essa rota. Confira com a gente!

 

Histórias e Contos

O Caminho de Santiago é cercado de histórias e contos que o deixam ainda mais atraentes aos aventureiros e a história começa com um resgate da fé.

Alguns contam que o apóstolo de Cristo, Tiago, foi enterrado num pequeno bosque na região da Galiza. Outro conto popular é que ele também evangelizou algumas regiões da Europa moderna. Apesar de especulações, o Caminho de Santiago foi redescoberto 800 anos mais tarde por cristãos e se tornou um dos três itinerários mais conhecidos e percorridos do cristianismo.

Assim, visando preservar esse legado cultural, atualmente existem associações para preservação de algumas rotas do Caminho de Santiago, como a rota Jacobeba – que teve seu auge nos séculos XI e XII e foi praticamente esquecida a partir do século XVII.

O Caminho de Santiago tem 7 rotas históricas: o Caminho Francês, o Caminho do Norte, a Vía de la Plata, a Rota Marítimo fluvial, o Caminho Inglês, o Caminho Primitivo e o Caminho Português. Além destas rotas existe ainda o Caminho de Finisterra.

 

Melhores Épocas Para o Peregrino

As melhores épocas para o peregrino iniciar a jornada são final de abril até início de junho e na segunda quinzena de setembro até o começo de outubro. Essas datas são referentes à primavera e outono europeus.

O inverno europeu é famoso por seu clima rigoroso. Além disso, boa parte dos albergues é fechado nessa época.

No verão, por sua vez, você poderá ter uma experiência mais aconchegante e os albergues estão em pleno funcionamento.

Agora que você já sabe qual a melhor época do ano para se aventurar no Caminho de Santiago, confira algumas dicas sobre hospedagem e alimentação:

 

Hospedagem e Alimentação

As rotas do Caminho de Santiago têm uma ótima infraestrutura para receber os peregrinos. Com boa sinalização durante todos os percursos, os vilarejos e cidades estão preparados com hospedagem e lugares para alimentação para todos os tipos de gostos – e bolsos.

Quem prefere ficar hospedado mas não pode depender de muitos recursos, o Caminho de Santiago oferece uma rede de albergues para os viajantes com preços bastante acessíveis – à título de donativos – que vai de 3 a 5 euros por pernoites.

Os albergues são ambientes colaborativos, portanto todos devem fazer a sua parte ajudando com a manutenção. Dessa forma, a cultura colaborativa se perpetua, fortalecendo os albergues da região e possibilitando que outras pessoas possam usá-los.

Mas, se você deseja ficar em um ambiente mais confortável, sem problemas. Pensões e hotéis fazem parte do percurso e existe uma gama de variedade a depender do nível, gostos e valor que se deseja investir. E a alimentação não fica para trás.

O cardápio norte-europeu oferece comida de primeira qualidade e a preços acessíveis com uma base alimentar de vinhos, cereais e carnes. Para se ter uma base, uma refeição completa sai em média a 15 euros com o vinho. Não é de dar água na boca?

Agora só falta você escolher a forma de realizar a aventura e isso fica a cargo do gosto de cada um, seja de bicicleta, a cavalo ou, o mais convencional, a pé.

O Caminho Santiago de Compostela é um exercício de desapego! Vá com pouca bagagem e muita disposição e preparo pois apesar de toda a infraestrutura você vai se exercitar muito. Aproveite o que a Europa tem de melhor para te oferecer e “pé na estrada”!

 

Quer uma dica extra?

Vá com um calçado confortável! Seus pés são os principais responsáveis pelo rendimento em longas caminhadas. A VENTO é uma marca nacional que produz botas com C.A (Certificado de Aprovação), oferecendo garantia de segurança e qualidade. Além disso possui produtos 100% veganos e impermeáveis.

 

Deixe um comentário:

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Por favor aguarde...